No mês de abril de 2011, o artista Binho e seu grupo foram detidos na Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo, por grafitar e espalhar arte gratuita nas colunas cinzas e sujas do Metrô. Depois do xadrez, eles apresentaram um projeto mais maduro para a Secretaria de Cultura de São Paulo, dando vida ao 1º Museu Aberto de Arte Urbana, inédito no Brasil e no mundo.

Veja algumas das 33 colunas do metrô que abriram espaço para as artes de Binho, Chivitz, Akeni, Minhau, Larkone, Onesto, Zezão, Higraff, Presto e Anjo.